0

Golpes em Seguro desemprego Voltam a acontecer no Rio de Janeiro

Algumas vezes ficamos sabendo de notícias que revelam alguns golpes em seguro desemprego por todo o Brasil e isso é algo que pode acontecer com qualquer um de nós, cidadãos. Desta vez, voltou a ocorrer os golpes nos seguros de algumas pessoas e as autoridades já estão investigando os casos. De qualquer forma, se você for uma vítima desse tipo de golpe, aconselhamos abrir um processo imediato no Ministério do Trabalho.

Saiba o que está acontecendo

Toda empresa é obrigada, por lei, a fornecer o seguro desemprego para aqueles que foram demitidos pela mesma, por alguma causa. Esse seguro, como todos nós sabemos, é um auxílio para que as pessoas não fiquem de mãos atadas até conseguirem encontrar uma nova forma de ganhar dinheiro para sobreviver e algumas pessoas fizeram relatos nos últimos dias, sobre suas contas zeradas e sem a presença do seguro.

O técnico em segurança do trabalho, Luís Fernando Peçanha foi uma das vítimas. Segundo a ele, quando chegou na boca do caixa, foi avisado de que já não havia mais nenhum valor em sua conta até o presente momento da retirada. Com o autônomo Matheus Felipe Lourenço não foi diferente, disseram a ele que sua conta estava zerada e que não podiam resolver e não sabiam como outra pessoa teria conseguido retirar os valores.

Ambos os cidadãos que passaram pela situação, foram orientados a fazer a abertura de um processo no Ministério do Trabalho. Mas uma coisa é interessante, nem Luís e nem Matheus receberam o cartão-cidadão, o cartão que dá acesso à retirada do dinheiro através do caixa eletrônico, logo, foi deduzido que esses cartões caíram nas mãos de outras pessoas e estar, fizeram a retirada do dinheiro.

Matheus alegou que fez o pedido do cartão duas vezes e que o prazo de chegada seria de 30 a 60 dias úteis. Ele também afirmou que fez um terceiro pedido, mas que também foi em vão.

Já o Ministério do Trabalho alega que diariamente eles recebem denúncias sobre o seguro-desemprego e que nessas situações, o trabalhador nunca fica de mãos atadas.

O processo engloba a investigação do ocorrido e o reembolso é reinvestido assim que terminado o caso. Normalmente, é procurado resolver os casos o mais rápido possível, já que se trata de pessoas que dependem do benefício para sua vida caminhar. Isto na teoria, pois na prática, Luís e Matheus ainda não sabem quando vão receber seu seguro.

Jose Jose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *